Como a Segurança do Trabalho aumentou 5 vezes o Lucro Líquido da Alcoa?

Por:Mídias
Segurança do Trabalho

14

Jun 2017

Muitas vezes, no anseio de mudar, fazer algo diferente ou buscar novos caminhos para empresa ou determinada área, temos a tendência em procurar soluções inovadoras, mirabolantes. O mais surpreendente é que as vezes as soluções são simples e estão ali, na nossa frente, esquecidas e desvalorizadas.

Em outubro de 1987 em Wall Street, Paul O’Neill falaria pela primeira vez aos investidores como novo CEO da Alcoa, a maior empresa de produtos de alumínio do mundo na época. Desde o ano anterior, os investidores já comentavam sobre de desempenho das ações da empresa que não geravam o resultado esperado. Foi assim que a Alcoa resolveu mudar apostando em O’Neill.

Para espanto de todos, ele começou falando sobre os índices de acidentes no trabalho da Alcoa e de como eram bem melhores que a média das empresas americanas da época. E depois disse que sua prioridade seria ZERAR o índice de acidentes da empresa e tornando-se a mais segura dos EUA. Muitos investidores acharam que Paul era louco e vários venderam as ações por não acreditarem em nada daquilo. Mas o que aconteceu depois, mostrou que eles estavam errados. Um ano depois os lucros da Alcoa tiveram resultados recordes e em 2000, ano em que Paul O’Neill se aposentou, o lucro da empresa era 5 vezes maior do que no ano que ele entrou. 

Mas qual foi a mágica? Não tiveram truques de mágica, Paul pensou em uma solução simples e encontrou qual era o “Ponto Alavancagem” para mudar a empresa. Peter M. Senge em seu livro “A Quinta Disciplina”, que fala sobre o o Pensamento Sistêmico, comenta importância de encontramos qual o “Ponto de Alavancagem” de um problema e assim, com um pequeno esforço, proporcionar mudanças gigantescas.

Outro ponto importante é que Paul atacou o que ele mesmo chamou de “Hábito Angular” da pessoas da empresa; A Segurança do Trabalho. Ele pensou que se as pessoas mudassem um hábito tão difícil como esse, o resto seria apenas uma reação em cadeia de mudanças de outros hábitos. Então quando O’Neill propôs Zerar os Acidentes ele fez duas coisas fantásticas, mudar o hábito das pessoas tendo como ponto de alavancagem a Segurança do Trabalho. E o melhor, ele conseguiu.

Muitas empresas acreditam que a Segurança do Trabalho é cumprir a legislação para evitar multas e “dores de cabeça”. Infelizmente elas estão enganadas e estão pensando de forma reativa. Quando uma empresa promove a Segurança do Trabalho como meta estratégica e valor, o dia-a-dia dessa empresa muda completamente, porque muitos processos são modificados e otimizados, máquinas perigosas são trocadas ou modificadas e passam a ter melhor desempenho, os funcionários começam a mudar seus hábitos, ficam mais observadores e detalhistas e vários outros fatores influenciadores.

Essas mudanças criam um efeito transformador em todas as áreas da empresa e naturalmente elas começam a trabalham melhor, de forma “enxuta” e objetiva gerando maiores resultados. 

É hora de pensarmos de forma clara e sem hipocrisia: Será que realmente “compramos” Segurança do Trabalho como um valor vital para a empresa?

*Fonte: Segurança Simples

contato Faça contato para saber mais sobre Segurança do Trabalho.

 


Compartilhe:

Avenida Prudente de Morais, 840 sala 404 Bairro Cidade Jardim BH/MG

++ 55 (31) 3267-0949

contato@saletto.com.br