ENTREVISTA: projetos de energia solar e pontos de atenção

Por:Mídias
Destaque | Engenharia | Entrevista

01

Mar 2019

Está cada vez mais crescente o uso da energia fotovoltaica. Empresas estão aproveitando o boom do mercado para “surfarem” nas oportunidades. Conversamos com o Engenheiro Evaristo Rezende, diretor da Conceito, empresa que projeta e implanta soluções energéticas. Desta vez o bate-papo foi sobre painéis fotovoltaicos. Acompanhe:

Produtos e serviços mais comuns para pessoa física e jurídica no interior de MG?
Evaristo: Um sistema de energia solar fotovoltaico, também chamado de sistema de energia solar ou, ainda, sistema fotovoltaico, é um sistema capaz de gerar energia elétrica através da radiação solar. Existem dois tipos básicos de sistemas fotovoltaicos: Sistemas Isolados (Off-grid) e Sistemas Conectados à Rede (On-Grid).
O principal produto em Bom Despacho é o sistema de energia fotovoltaica On-Grid, ou seja, conectado à rede de distribuição da concessionaria, CEMIG. Os serviços estão disponíveis tanto para pessoas físicas, jurídicas e produtores rurais.

Qual o tamanho dos projetos já implantados: a média de capacidade de geração, valor médio (custos para implantar)?
Evaristo: Já foram implantados projetos de diversos tamanhos, que variam entre 5 e 240 módulos fotovoltaicos. Os projetos menores, normalmente, são residências e projetos maiores são industriais e comerciais.
Os projetos residenciais já instalados possuem uma capacidade de geração média entre 200 kWh e 840 kWh/mês . Os custos de implantação residencial variam, normalmente iniciam em 10 mil reais. Hoje o custo de material e mão de obra já estão bem baixo e competitivos em relação há 5 anos atrás onde começou o movimento de energia renovável no brasil.
Os projetos industriais e comerciais já instalados possuem uma capacidade de geração media entre 1000 kWh e 10.000 kWh. Os custos de implantação variam de acordo com a necessidade e quantidade de energia a ser gerada. Isso impacta diretamente na potência e tamanho da usina a ser projetada.

Tempo de retorno do investimento para pessoa física e para empresa, o que muda, quantos anos para cada caso?
Evaristo: Com base nos nossos cases, podem variar de 2 anos até 6 anos. Normalmente, os períodos de retorno são maiores em projetos residenciais e rurais que podem chegar até 6 anos para o projeto se pagar. Outro motivo para que os períodos de retorno são maiores para residências é relativo a porcentagem que a taxa mínima cobrada pela CEMIG representa do valor total da conta. Por exemplo: Uma residência trifásica que possui um consumo de 400 kWh, como a taxa mínima para trifásico é 100 kWh, por tanto deve se produzir apenas 300 kWh (o que representa 75% do seu consumo, ou seja, 75% de economia) e para industrias com ligações trifásicas, por exemplo, que tem um gasto de 5.000 kWh, a taxa mínima continua sendo 100 kWh, representando assim 2% do seu consumo, ou seja, 98% de economia. Nos cases das usinas rurais o tempo de retorno se prolonga um pouco em função da tarifa rural ser mais baixa em relação a tarifa de energia cobrada dos clientes comerciais/indústria.

Quais os cuidados na hora de contratar empresas para energia solar?
Evaristo:

– Sempre contrate empresas registradas para fazer esse tipo de instalação e assessoria. Nunca contrate autônomos, pois ele não conseguirá te dar garantias futuras de manutenção caso haja problemas ou defeitos nas instalações.
– Cheque a procedência dos equipamentos: Verifique se a empresa para instalação de energia solar trabalha somente com equipamentos aprovados pelo Inmetro. O mais importante é que sejam adequados às necessidades do projeto.
– Analise a garantia oferecida: Como os módulos fotovoltaicos têm vida útil de até 25 anos e os inversores, de cerca de dez anos, é preciso assegurar que os fornecedores de equipamentos continuarão operando para garantir assistência técnica quando for preciso.
– Verifique a capacitação dos profissionais: Procure saber se a equipe técnica é subcontratada ou se integra o time de funcionários da empresa, o que faz diferença no atendimento pós-venda. Atente também para a formação: o ideal é que os líderes sejam engenheiros com experiência na área fotovoltaica.
– Atente ao pós-venda: Procure saber se há cases de sucesso no portfólio da empresa e, se possível, entre em contato com alguém que já tenha contratado seus serviços, para saber qual foi o grau de satisfação.


Compartilhe:

Avenida Prudente de Morais, 840 sala 404 Bairro Cidade Jardim BH/MG

++ 55 (31) 3267-0949

contato@saletto.com.br