Montagem submersa da P-76 teve gasto menor que o estipulado

Por:Mídias
Destaque | Engenharia | Notícia

07

Sep 2018

A instalação de 60 bocas de sino na P-76, em Pontal do Paraná, foi a primeira montagem totalmente submersa do projeto da Techint Engenharia e Construção, que está concluindo a obra da plataforma para a Petrobras.  A operação foi concluída com menos da metade do valor estipulado inicialmente e foi antecipada em dois meses.

Uma referência ao formato de calça que virou febre nos anos 70, as bocas de sino fazem parte do processo de extração petrolífera no fundo do mar: “É o caminho de entrada do petróleo na plataforma”, explica Roberto Crepaldi, engenheiro naval da Techint E&C responsável pela operação.  Com 3,4 metros de altura e pesando 14 toneladas cada uma – o equivalente a um caminhão de médio porte –, essas estruturas metálicas servem para conectar as tubulações que vêm do fundo do mar, chamada risers, à plataforma, além de amortecer o impacto do movimento do mar.

O maior desafio da operação foi a logística do material, do translado à manipulação. “As bocas de sino precisaram ser transportadas por balsa, com a ajuda de um guindaste, até o local da montagem. Na plataforma, as bocas foram alocadas no lado bombordo – a parte da plataforma mais distante do cais – e embaixo da água, só podendo ser acompanhada com a ajuda de mergulhadores profissionais”, detalha Crepaldi. Para realizar toda a montagem, a equipe contou com 12 mergulhadores da empresa parceira Panaguá Diver – além de quatro marinheiros da Ilha do Mel e sete colaboradores da Techint E&C.

Para Crepaldi, a operação significa a superação de mais uma etapa da P-76 e a possibilidade de encarar novos desafios. “A montagem bem-sucedida dessas estruturas complexas abre um leque de oportunidades para a empresa em termos de inovação.”

Para as obras da P-76, 15 dos 20 módulos da plataforma foram executados no Brasil pela Techint E&C, em projeto competitivo e com 71% de conteúdo local de qualidade, gerando mais de 5 mil empregos no pico da obra, em 2018. A P-76 será utilizada para a cessão onerosa de Búzios 3, no pré-sal, com capacidade de produção de 150 mil barris de petróleo/dia.

 

Fonte: O Petróleo


Compartilhe:

Avenida Prudente de Morais, 840 sala 404 Bairro Cidade Jardim BH/MG

++ 55 (31) 3267-0949

contato@saletto.com.br