Tecnologias emergentes em Perícias e Assistências de Perícia de Engenharia

Por:Editor Saletto
Destaque | Engenharia

14

fev 2021

A Engenharia de Avaliações e Perícias tem tido acesso a tecnologias recentes. Não apenas pela quantidade de opções em “gadgets” para realizar o trabalho técnico, mas também pela facilidade em aprender como usá-los nas atividades periciais. Falamos aqui de scanner a laser no celular (tecnologia Lidar), pacômetro para avaliar o interior de uma parede e até mesmo robôs.

Quem tem a impressão de que tudo isso é caro e não cabe no seu bolso é porque precisa conhecer dois conceitos: compartilhar e usar a ferramenta certa na ocasião adequada. Muitas empresas alugam (ou atém mesmo emprestam!) equipamentos como câmeras termográficas, drones com câmeras espectrais, trenas a laser ou outro equipamento de primeira linha. Essa ideia de compartilhar o equipamento faz com que o investimento seja amortizado, abre oportunidades de negócios e aproxima os profissionais de engenharia.

* Assista ao vídeo acima sobre a PureRobotics

Outro ponto importante é saber escolher a ferramenta correta. Se vamos realizar o as built de uma grande área talvez seja mais prático e usual contratar uma equipe para usar ali um scanner a laser. Por curiosidade: o que essa equipe faz em uma semana, outra equipe com a mesma função e de maneira tradicional gastaria pelo menos 1 mês e 3 vezes o preço.

Antes de sair alugando, adquirindo ou contratando uma tecnologia emergente para assistência de perícia ou perícia procure saber os benefícios do uso da tecnologia, os custos envolvidos, a aceitação da Justiça (ou tribunal arbitral) para o uso daquela técnica e o prazo para levantamento e o processamento dos dados versus o prazo acordado para emitir seu relatório pericial (ou laudo).

Assim, é sempre bom ter em mãos:

  • Certificados de calibração dos equipamentos
  • Autorização para uso da tecnologia emergente emitida pelo local onde será aplicada
  • Autorização para uso da tecnologia emergente emitida pelo juiz ou tribunal arbitral, em consenso das partes envolvidas
  • Facilidade de interpretação dos dados colhidos
  • Facilidade em apresentar os dados colhidos (um vídeo 360 graus de 10 minutos em HD tem aproximadamente 10 gigabytes e precisa de software especial para ser apresentado)
  • Procure conhecer a fundo os princípios para uso da tecnologia (exemplo: se utilizou um equipamento para avaliar vibração, compreenda bem as normas pertinentes, limitações do estudo e fundamentos por trás da ciência aplicada)
  • Embasamento e Fundamentação em normas e padrões de engenharia e/ou mercado

As tecnologias emergentes para perícias e assistências de perícia de engenharia estão cada vez mais presentes nos estudos realizados. O profissional de engenharia ao realizar suas interpretações não pode deixar de explicitar ao juiz (ou tribunal arbitral) as ferramentas utilizadas e o conjunto de cuidados apresentados aqui neste texto. No momento da audiência os meios de aplicação devem ter sido checados e testados, para que não se percam os valiosos estudos científicos alcançados.

 

contato Faça contato para saber mais sobre Perícias e Assistência de Perícia.

 


Compartilhe:

Av Rua Guaicuí, 715 – Bairro Luxemburgo – Belo Horizonte/MG CEP 30380-342

++ 55 (31) 3267-0949

hello@salettoENG.com