Tecnologias emergentes na Engenharia – Parte 1 – ortomosaico para vistorias

Por:Mídias
Destaque | Engenharia

28

Nov 2018

Vistoria de obras por drone podem ser melhor realizadas gerando muitas fotos e ao final um ortomosaico. O ortomosaico é a junção dessas imagens que possibilita um voo a baixa altitude e grande número de imagens. Para que possa ter uma ideia, utilizando um Phantom 4 DJI é possível capturar em torno de 300 fotos a uma altura de 45 m e gerar um ortomosaico de 3 hectares, em 15 minutos.

Exemplo de ortomosaico gerado pelo PhotoScan

 

Com o produto final, estamos falando de um arquivo de quase 1 Gigabyte, é possível levantar nuvens de pontos, medidas do terreno vistoriado, analisar e inspecionar o empreendimento e gerar registro do avanço do projeto. Para um trabalho de terraplanagem é possível de tempos em tempos comparar os volumes e avaliar o que foi movimentado ou depositado.

Com os dados é possível avalia volume retirado ou inserido no site

É possível também apresentar como o empreendimento se encontra naquele momento, para uma vistoria cautelar de vizinhança por exemplo. Caso no futuro algum tipo de patologia ocorra o construtor terá à disposição um farto material para pesquisa e avaliação.

Ortomosaico que fizemos para cliente em Belo Horizonte/MG

 

Alguns cuidados devem ser seguidos, dentre eles:

  • Somente voar com o drone em acordo com a legislação vigente (DECEA, ANATEL, ANAC, Aeronáutica)
  • Plano de voo elaborado
  • Avaliar a segurança do local
  • Avaliar a altura mínima e segura de trabalho

Softwares comuns utilizados:

  • Plano de voo: DroneDeploy
  • Ortomosaico: PhotoScan

 

Artigos relacionados:


Compartilhe:

Avenida Prudente de Morais, 840 sala 404 Bairro Cidade Jardim BH/MG

++ 55 (31) 3267-0949

contato@saletto.com.br